Notícias Ergonomia

Ergonomia

Índice do Artigo
Ergonomia
Principios

Como a Ergonomia pode contribuir na prevenção de lombalgias? Atualmente a dor lombar é a principal causa de incapacidade entre a população de trabalhadores(XU YING e cols., 1997). A alta incidência desse problema nas indústrias representa enorme impacto sócio-econômico devido às influências negativas na qualidade de vida dos funcionários e aos altos custos gerados com assistência médica, dias de afastamentos e treinamentos de novos funcionários. A Ergonomia se constitui na principal forma de se evitar as lombalgias(dor na região lombar) no trabalho. Pode-se estimar sem qualquer sombra de dúvidas que a adoção de medidas ergonômicas é capaz de reduzir em pelo menos 80% a incidência de dores lombares.Baseia-se na adoção de 10 princípios básicos de características biomecânicas do ser humano, e do planejamento de postos de trabalho segundo estes 10 princípios:

Princípio 1

Posição vertical O corpo humano deve trabalhar na vertical ou posição neutra onde encontra seu melhor ponto de equilíbrio,com baixo nível de tensão dos músculos em geral. Para que seja possível esta postura o posto de trabalho deve proporcionar: • Altura adequada das bancadas: para trabalhos pesados a bancada deve estar na altura do púbis, para trabalhos moderados a bancada deve estar na altura dos cotovelos estando os braços na vertical e para trabalhos leves deve estar à 30 cm dos olhos.e para trabalhos de escrita a bancada ou mesa na altura da linha epigástrica(parte superior do estômago) caso a mesa tenha borda arredondada ou na altura dos cotovelos, estando os braços na vertical. • Quando o trabalho envolver mais de um tipo de tarefa, analisar a tarefa de maior tempo e assim utilizar a altura da bancada adequada. • Na medida do possível dotar o posto com regulagem de altura; ou cadeira regulável ou a própria bancada ou mesa regulável. • Na dúvida entre instalar um equipamento mais alto ou mais baixo,instalá-lo mais ALTO, pois é mais fácil colocar um estrado de madeira no chão para adequar as pessoas mais baixas,evitando assim que pessoas mais altas sejam prejudicadas com flexão da coluna caso a bancada fique baixa para elas. • Para planejar posto de trabalho levar em consideração os dados antropométricos dos trabalhadores ,o ideal é ter regulagens de altura nos postos ,mas se não for possível utilizar o percentil 20 para planejar posto de trabalho para pessoas baixas; do percentil 50 para pessoas medianas e percentil 95 para planejar postos de trabalho para pessoas altas.

Princípio 2

Boa situação mesa-cadeira Quando a condição de trabalho sentado não está correta pode haver a ocorrência de lombalgias e dorsalgias,portanto é importante conhecer como posicionar-se corretamente durante as atividades.Manter o tronco apoiado ajuda a aliviar a tensão muscular ; durante a escrita manter a inclinação anterior do assento permitindo assim que utilize corretamente o assento e não posicionar-se na extremidade do mesmo; o ângulo tronco-coxas a 100 graus proporciona maior descanso para a coluna ; utilizar cadeira com rodízios a fim de evitar torcer o corpo e sim girar a cadeira ; assento e encosto macio evitando assim a compressão do ísquio; quando possível inclinar a superfície de trabalho evitando assim a inclinação do pescoço para frente motivo este de grandes queixas por exemplo: durante a leitura prolongada,o uso do notebook, monitor de vídeo muito baixo é uma situação comum que provoca desconforto e leva ao mal posicionamento.

Princípio 3

Auxílio mecânico Diminuição do peso dos objetos deve ser uma prioridade constante em qualquer trabalho de ergonomia.Utilizar carrinhos com elevação manual lenta ,atualmente já existem no Brasil dezenas de alternativas de equipamentos mecânicos que fazem o esforço de levantar e transportar, poupando o ser humano desta sobrecarga. A adequação de cada um à realidade da empresa pode ser vista em catálogos, ou em feiras específicas de movimentação de cargas. Utilização de talhas pantográficas com correntes permite ao trabalhador elevar cargas pesadas com pouco esforço pois a corrente é ligada a uma catraca desmultiplicadora de força, adequada para movimentação de cargas em áreas localizadas devido seu giro de 360 graus

Princípio 4

Eliminar esforço estático 1. Eliminar tronco encurvado corrigindo com altura adequada de bancada; 2. Sustentação de cargas pesadas através principalmente de suportes e correntes; 3. Evitar apertar pedais estando de pé se a freqüência deste esforço for maior que 3 vezes por minuto, colocar o trabalhador sentado ou colocar a tarefa para ser feita através de botoneiras manuais; 4. Evitar braços acima do nível dos ombros;através de estudos específicos que permitem obter este resultado; 5. Eliminar o manuseio ,movimentação e carregamento de cargas muito pesadas;racionalizando os esforços e colocando auxílio mecânicos específicos; 6. Instituir a flexibilidade postural, pois é através desta que se consegue um bom revezamento dos esforços, sem sobrecarga.

Princípio 5

Melhorar a alavanca do movimento Aumentar o braço de potência e diminuir o braço de resistência ,esta melhoria ergonômica é com relação a ferramenta. 1. Melhoria de projeto de ferramentas manuais;motosserras, cortadeiras, etc... 2. Aumento do cabo de ferramentas, especialmente quando envolver esforço de distorcer uma porca; 3. Substituir o levantar por puxar; melhor ainda é empurrar.

Princípio 6

Os instrumentos de controle devem estar dentro da área de alcance das mãos Trata-se de um dos princípios mais importantes em ergonomia ;todos os objetos, ferramentas e controles a serem pegos /operados freqüentemente devem estar dentro da área de alcance normal(definido como os semicírculos formados quando os braços estão na vertical e os antebraços na horizontal) todos os objetos, ferramentas e controles a serem pegos/operados ocasionalmente devem estar dentro da área de alcance máximo(esta é definida como os semicírculos formados pelo giro dos membros superiores estando os braços estendidos ao nível do ombro. Qualquer situação que fuja deste padrão trará sérios problemas para o trabalhador, seja para a coluna, seja principalmente para os membros superiores.

Princípio 7

Evitar torcer e fletir o tronco ao mesmo tempo Para evitar esforços deste tipo, além da orientação ao trabalhador, deve-se intervir nas condições de trabalho como eliminar obstáculos às cargas que tenham que ser manuseadas; reposicionar locais de armazenamento; peças pesadas devem ser colocadas sobre caixas rasas, e estas sobre bancada.

Princípio 8

Criar facilidades mecânicas no trabalho Para evitar esforços desnecessários utilizar: carrinhos; talhas com corrente e sistema desmultiplicador de força; gancho com corrente; talhas mecânicas; talhas com ventosas ou com prendedores laterais e dispositivos auxiliares para transportar tambores.

Princípio 9

Utilizar o princípio PEPLOSP para manusear peças PEPLOSP quer dizer: P- perto do corpo E- elevada na altura de 75 cm do piso P-pequena distância vertical entre a origem e o destino L- leves O- ocasionalmente S- simetricamente, sem ângulo de rotação do tronco P- pega adequada para as mãos

Princípio 10

Usar análises biomecânicas para avaliar o risco das tarefas Duas formas de análises são muito úteis como modelo biomecânico bidimensional da Universidade de Michigan e o critério de NIOSH para avaliar o risco do levantamento manual de cargas . A aplicação destes princípios visa prevenir os riscos de lombalgias nas empresas em até 80%,porém deve ser levado em consideração outros fatores como seleção médica criteriosa,que costuma reduzir a incidência das lombalgias em até 30%; ensino de técnicas de manuseio de carregamento de cargas, capaz de reduzir a incidência de lombalgias em até 20 %(COUTO, 1995).Portanto medidas de ergonomia são de alta eficácia na prevenção de lombalgias.A Ergonomia é a ciência do conforto, e é através dela que procuramos assegurar uma boa adaptabilidade entre o homem e seu trabalho, seus equipamentos, seu ambiente físico, suas ferramentas e muitos fatores que cercam seu sistema de trabalho. Referência bibliográfica : COUTO,H.C.,1995, Ergonomia Aplicada ao Trabalho.Editora Ergo,vol.I,p.231-239.



Skype

call Bioatividade

Ginástica Laboral

Consulte nossos serviços de atendimento à empresas através da Ginástica Laboral e Consultoria.
veja mais...

Personal Trainer

Conheça os serviços e atendimento personalizados e de alta qualidade prestados pela Bioatividade.
veja mais...

Nossos Contatos

Rua Pinheiro Guimarães, 616
Jd Avelino, São Paulo -SP

(55) 011-3441-3001
(55) 011-2373-3001
Nextel ID 84*6757